19 de abril de 2010

Todo ódio da vingança de Jack

Conto inspirado nas músicas "Todo ódio da vingança de Jack Buffalo Head", "O caminho da escada e a corda" e Whisky para um condenado" da banda matanza.

No velho oeste estadunidense a lei era algo simbólico, ou menos que isso. Assaltantes de bancos e assassinos andavam a solta pois a polícia local não era capaz ou tinha medo de pegá-los. Mas nenhum homem era tão temido como Jack Buffalo Head. Ele era o maior fora da lei do estado da Virginia, a polícia não se atrevia a tentar prende-lo pois Buffalo Head tinha a fama de ser o mais impiedoso bandido do estado.

Jack era um homem alto e corpulento com barba e cabelos ruivos no bom estilo irlandês. Ele tinha sua própria lei, e para ele a felicidade estava em garrafas de uísque e prostitutas. Para conseguir viver ele assaltava bancos. Os assassinatos eram por pura diversão ou proteção pessoal. Ficava no máximo um mês em cada cidade. Depois que esvaziava o cofre de todos os bancos ele pegava seu cavalo, ou roubava o de alguém, e partia rumo à outra cidade. Vivia assim, sem medo de nada e nem de ninguém.

O estado da Virginia recebia muitos emigrantes para se estabelecerem no estado naquela época, aproximadamente no ano de 1876, era primordial para os Estados Unidos que as pessoas procurassem novos lugares para morar pois o país estava super concentrado na costa leste e no sul. O oeste então foi o lugar para onde eram mandadas as pessoas. Por causa disso as autoridades do estado estavam preocupadas com a crescente violência e resolveram juntar as polícias de todo o estado para pegar os maiores contraventores de Virginia. E Jack Buffalo Head era o primeiro da lista.

A polícia armou um grande cerco com muitos homens na cidade Phoenix, cidade da qual Jack sempre passava para roubar, beber e matar. Ao chegar no centro da cidade Jack percebeu um movimentação estranha, pouca gente nas ruas, muito cochicho e percebeu que sua vida estava no fim. Sabendo que lutar seria em vão ele entrou no primeiro saloon e pediu ao garçom seu melhor uísque pois ele tinha apenas mais meia hora de vida. “Quero estar embriagado na hora de minha prisão”, disse Jack àquele que o servia. Dentro de uma hora a polícia entrou no saloon com muitos homens e Jack já bêbado começou a atirar para cima, foi capturado facilmente devido à sua embriaguez. Jack foi jogado em uma cela imunda e apenas dormiu. No dia seguinte vieram seis homens para levá-lo para a forca, onde já se encontravam muitas pessoas para vê-lo morrer. Enquanto seu pescoço era envolto pela corda ele viu todas as pessoas rindo e comemorando a sua morte. Quando tudo já estava preparado Jack mirou a todos com cara de ódio, todos naquele momento ficaram quietos. “Não tenho remorso e muito menos medo. Provavelmente eu já matei alguém da família de cada um de vocês e não me arrependo disso. Eu não contei os mortos, mas sei que é mais que todos vocês juntos. E antes que eu me esqueça eu vou voltar do inferno pra pegar todos vocês.”

Se enganou quem a achava que era o fim da história de Jack Buffalo Head. Ele podia ter todos os defeitos do mundo, mas era um homem de palavra. E sua alma estava disposta a infernizar para sempre a vida daquela cidade.

Depois da morte de Buffalo Head, a cidade voltou ao normal, as pessoas da pacata cidade se sentiam aliviadas por não terem mais que temer aquele homem tão asqueroso e sem piedade. As crianças brincavam livremente nas ruas, as senhoras iam à igreja e os homens ao saloon.

Toda essa calma logo acabou, pois quase um mês depois da morte de Jack coisas estranhas começaram a acontecer em Phoenix. As pessoas escutavam tiros, mas ninguém sabia de onde vinham. Garrafas de uísque explodiam de repente. As pessoas começaram a sentir medo e muitos acreditavam que era o espírito de Jack que estava cumprindo sua promessa, outras achavam que era apenas um engraçadinho querendo povoar as mentes férteis das pessoas com histórias de almas. Estes incrédulos foram os primeiros a começar morrer. E eles morriam sempre da mesma forma. Tinham um buraco no peito que pareciam ser feitos por uma bala, no entanto nenhum vestígio de estilhaços era encontrado pelos médicos legistas. E o que mais intrigava as pessoas da cidade era que todos os mortos tinham em seus bolsos papéis com as siglas: JBH.

As pessoas de Phoenix se desesperaram e muitos foram embora da cidade com medo de que pudessem perder suas vidas. Mas não adiantava pois Jack ia atrás deles e fazia o mesmo que fez com os outro.

Diz-se que até hoje algumas pessoas ouvem tiros quando estão embriagadas de uísque na cidade de Phoenix. E a lenda de Jack Buffalo Head até hoje assusta àqueles que ouvem a história. Mas ninguém sabe se a história é verdadeira ou apenas mito.

Um comentário:

  1. Dizem as más línguas, que fora uma maldição lançada pelo revendo que nunca deixara Jack descansar em paz, punição essa graças a cusparada que levou na cara no dia do enforcamento de Jack !

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pela participação!